Choque de hipocrisia

Depois de ter se aproximado não só da direita como também da extrema-direita, sobretudo no momento em que aderiu de corpo e alma ao golpismo, o PSDB faz aparentemente um giro ao centro, como um volta às origens.
Tarde demais. Os tucanos despertaram o discurso do ódio. Se aliaram ao que há de mais podre e reacionário para alcançar postos de poder. Não por outro motivo, a legenda se encontra hoje despedaçada.
Ao mesmo tempo em que embarcou numa agenda reacionária sem precedentes, o PSDB desmoralizou-se por ver seus principais quadros envolvidos até o pescoço com corrupção. O discurso falso-moralista caiu por terra.
Esse novo programa a ser lançado faz jus à trajetória recente quando defende “choque de capitalismo”, diminuição do Estado e retirada de direitos. Escorrega quando afirma ser necessário enfrentar os problemas sociais. Quem inflamou o país e deu guarida para o ascenso dos maiores bandidos ao poder não têm legitimidade para falar em questões sociais.