Corrupção na gestão Doria

Seis prefeitos regionais de SP sabiam das falcatruas da máfia da Cidade LimpaÇÃO NA GESTÃO DORI

O prefeito marqueteiro de São Paulo já tem pelo menos seis (06) de seus subprefeitos regionais acusados de envolvimento com a Máfia da Cidade Limpa. Um número bastante alto para quem prometeu colocar “gestores” à frente das subprefeituras.

João Doria, que agora está dizendo que irá “apurar e afastar” os envolvidos, não pode contornar o fato de que as pessoas denunciadas por conivência com a corrupção foram escolhidas por ele próprio, num ato de loteamento de cargos entre os partidos de sua base.

Agora, diante dos escândalos, o gestor de araque repete uma frase já conhecida na política brasileira, de que “não sabia de nada”.

Imaginemos quais interesses estão por trás do projeto de privatização do patrimônio público da cidade, que Doria quer empurrar goela abaixo dos paulistanos. Certamente será também um terreno fértil para a corrupção e pagamento de favores.

Os vereadores do PSOL, Toninho Vespoli e Samia Bomfim, entraram com pedido para o Ministério Público. É fundamental uma investigação séria sobre mais este escândalo.