O atual governo, liderado por Temer e companhia investigada, é ilegítimo desde o seu início. Surgiu de um golpe parlamentar, movido por chantagem de Eduardo Cunha. A direita brasileira, as elites e parte da mídia aproveitaram um cenário de crise para sabotar a democracia e colocar um programa que jamais passaria pelo crivo do voto popular.

Aqueles que sequestraram a democracia precisam pagar pelos seus crimes e ao povo brasileiro cabe decidir o próprio futuro. Por isso, dizemos ‘Fora, Temer!’. No entanto, não podemos aceitar que o atual Congresso, com mais de duzentos investigados, escolha o próximo presidente através de eleições indiretas. A soberania popular, pilar da Constituição, deve prevalecer com eleições diretas!

Devemos continuar nas ruas. Pressionar para que os golpistas de plantão não acabem com o nosso futuro. Sabemos que só a luta muda a vida. Nosso papel, assumir as rédeas de um futuro justo, fraterno igualitário para todas e todos!

 

Notícias Relacionadas