Golpe nos direitos trabalhistas!

Em mais uma manobra para aprovar a todo custo a retirada de direitos, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM/RJ), colocou novamente em votação nesta quarta-feira (19/04) o pedido de urgência para o projeto da reforma trabalhista (PL 6787/16).

Um pedido idêntico foi rejeitado na terça-feira por falta de votos. Dessa vez, porém, a Câmara aprovou, aos gritos de “golpe” da oposição: foram 287 deputados favoráveis e 144 contrários. A bancada do PSOL foi totalmente contra.

Leia mais em PSOL50