REFORMA TRABALHISTA CORRÓI O EMPREGO

Quem estava certo? Os aliados de Temer e dos grandes empresários, que juraram a todos brasileiros que a reforma trabalhista geraria emprego? Ou quem se opôs frontalmente, denunciando que esse jogo só aumentaria a exploração?

O impacto inicial mostra com clareza a quem servem as novas regras. Não é o trabalhador quem ganha. Foram mais de 12 mil vagas perdidas no mês em que a reforma trabalhista entrou em vigor. Além das demissões, preocupa que os empregos oferecidos são cada vez mais precarizados, como o trabalho intermitente.

Esta reforma é um grande retrocesso e precisa ser revertida.