Por salários, direitos e contra a precarização

trabalhadores da CHERY

Desde o dia 06 de abril, está em curso a mais longa greve da história dos trabalhadores da empresa Chery (Montadora Estatal Chinesa que tem uma planta instalada na cidade de Jacareí, com incentivos fiscais concedidos pelos governos federais, estaduais e municipais).

Apesar dos esforços por parte do Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos e Região para convencer a empresa Chery a adotar as normas coletivas de trabalho das montadoras do Estado de São Paulo e aplicar o piso salarial e o aumento da data base de 2014 das montadoras, infelizmente a empresa virou as costas ao Sindicato e aos trabalhadores.

Desde o início das atividades da sua planta produtiva em Jacareí-SP, que ocorreu no mês de Agosto de 2014, a empresa Chery passou a contratar trabalhadores para a linha de produção de veículos sem respeitar a convenção coletiva nem a legislação trabalhista, instalando-se um impasse entre empresa e o sindicato que tentou resolver os problemas por meio do diálogo e das negociações.

O conjunto de Normas Coletivas de Trabalho, reconhecidas e aplicadas naquela  região, tem 70 clausulas sociais de direitos relacionados à saúde do trabalhador, jornada de trabalho, questões das mulheres, piso salarial, terceirização e demais de grande importância, mas foram ignoradas pela empresa Chery que desrespeitou seu conteúdo.

Nas assembleias realizadas em frente à empresa, os trabalhadores da Chery, além de reforçar a luta pelos direitos que lhes são devidos pela empresa, também se manifestam contra as medidas provisórias de flexibilização dos direitos dos trabalhadores como as 664 e 665 e também contra PL 4330, que representam retrocesso nas conquistas dos operários no Brasil.

Por tudo isso, o Mandato Popular e Socialista Ivan Valente manifesta a mais ampla solidariedade à greve para que se garantam os direitos que estão sendo negados aos trabalhadores da Chery.

Consideramos, também, que tanto o Ministério do Trabalho quanto a Justiça do Trabalho devem exigir que a empresa Chery cumpra as Normas Coletivas de Trabalho, bem como a CLT e aplique as sanções pelo seu descumprimento.

 

Mandato Popular e Socialista

Ivan Valente

Deputado Federal – PSOL/SP