Vitórias na Justiça contra o preconceito

Estamos vivendo tempos obscurantistas, no entanto, temos que saudar as boas decisões da Justiça, na contramão da onda conservadora. A cartunista Laerte Coutinho será indenizada por Reinaldo Azevedo, Veja e Jovem Pan devido aos comentários chulos e transfóbicos do jornalista.

Também são de se celebrar as recentes derrotas de Alexandre Frota, condenado por difamar, injuriar, incitar a violência e pregar discurso de ódio contra o deputado do PSOL Jean Wyllys. Nesta mesma semana, Frota perdeu em segunda instância processo movido contra a ex-ministra de Políticas para Mulheres Eleonora Menicucci, que criticou o ator quando este fez apologia ao estupro em rede nacional.